Homem é preso em Apple Retail Store após pedir assistência no Genius Bar

Após levar seu Power Mac G5 para obter suporte em uma Apple Retail Store no estado norte-americano de Connecticut, Raymond Miller acabou preso pela polícia local, depois de um funcionário da loja constatar a presença de fotos de garotas em poses sugestivas no computador do cliente. Miller o havia levado até lá para resolver um problema com miniaturas que não correspondiam aos reais arquivos no Finder.

Apple Retail Store StamfordPara executar operações de reparo em Macs, qualquer técnico analisa a máquina em questão para verificar em primeira instância se a causa do problema pode ser algo ligado a software. É claro que o funcionário da loja da Apple poderia ter evitado esse tipo de atitude para não chamar atenção desnecessária, mas isso também implicaria em pena judicial para ele e, consequentemente, para o estabelecimento e a empresa em questão.

A Apple alerta aos clientes que removam qualquer conteúdo confidencial dos computadores que forem levados para avaliação, como relatórios financeiros e informações de empresas. No fim das contas, convém possuir um bom backup de tudo, seja feito através do Time Machine ou não.

Após ser pego em flagrante, o cliente foi indiciado por posse de conteúdo pornográfico infanto-juvenil. A pena mínima para tal acusação nos Estados Unidos é de cinco anos de cadeia.

Anúncios

2 comentários sobre “Homem é preso em Apple Retail Store após pedir assistência no Genius Bar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s