Especial Windows 7: presidente da Microsoft acredita no sucesso do Windows 7 e debocha da Apple

No dia do lançamento do Windows 7, nesta quinta-feira (22), o presidente da Microsoft, Steve Ballmer, concedeu uma entrevista ao site Engadget, com transmissão ao vivo pela internet. Durante a conversa, Ballmer falou sobre os novos produtos como a sétima versão do sistema operacional e o Zune HD e tentou alfinetar a Apple o tanto quanto foi possível. Como sempre, o substituto do milionário Bill Gates mostrou-se brincalhão e expansivo.

Quando perguntado sobre o suposto fracasso do Vista, o executivo tentou mudar de assunto. Após tentar justificar que há uma grande base instalada de usuários domésticos e corporativos utilizando o OS, ele acabou entregando que não é um assunto muito confortável e que foi preciso "consertar muita coisa". "Hoje é um grande dia, não precisamos falar mais nisso", desconversou, afirmando que o Windows 7 avulso não deve vender tanto quanto em máquinas novas e em atualizações.

Já sobre sua principal concorrente, o executivo afirmou que apenas 10% dos lares norte-americanos possuem um Mac, apesar dos Estados Unidos serem o maior mercado da Apple. "Gostamos da ideia de alcançar centenas de milhares de pessoas", disse, referindo-se à estratégia agressiva da Microsoft que já sofreu acusações de monopólio. De acordo com o próprio executivo, são 300 milhões de computadores com Windows no mundo, contra 15 milhões de Macs. "Tudo que eu sei é que as pessoas nos escolhem em vez de Mac o tempo todo. Gostamos de competir contra a Apple – eu gosto de derrotá-los", ironiza.

Quando indagado sobre a falta de aplicativos para o recém-lançado Zune HD, o executivo simplesmente respondeu que "é um ambiente competitivo difícil e deveremos trabalhar duro nisso. É a clássica resposta na tecnologia: ´será o próximo lançamento´". Seu maior rival, o iPod Touch, compartilha com o iPhone a App Store, loja de aplicativos recheada de opções (algumas até gratuitas) da própria Apple ou de terceiros, como o Google e a Adobe.

Perguntado sobre os rumores, como o Windows Phone e o tablet Courrier, o presidente da Microsoft também tentou não responder claramente, mas confirmou que não há um celular fabricado pela própria empresa. "Estamos felizes de trabalhar com terceiros. Não nos vemos vendendo telefones, no momento não é nosso plano". Já sobre o tablet com duas telas sensíveis ao toque, respondeu com certo ar de mistério ao afirmar que sequer viu o vídeo vazado na internet, mas que "ouviu falar".

No final da curta entrevista, Ballmer disse não saber os rumos da economia, mas que é otimista e a vê em uma reta crescente. Se lembrar que o Windows 7 obteve mais pré-venda em lojas virtuais do que o último livro do Harry Potter, não deve ser muito longe da verdade.

[via: eBand]

Um comentário sobre “Especial Windows 7: presidente da Microsoft acredita no sucesso do Windows 7 e debocha da Apple

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s